Você compraria um batom que a sua atriz preferida usou? E se aquela especialista em moda que você segue indicar uma nova marca de jeans ou de sapatos, você usaria? Esta é a base da publicidade editorial, onde as marcas absorvem a credibilidade de seu autor.

Quando você entra em um blog de moda, por exemplo, e se depara com várias sugestões de roupas, batons, sapatos... Tudo isso em um contexto muito interessante e sugestivo, logo o nível de credibilidade que você atribui a estas dicas é bem maior se comparado ao ato de ver um banner qualquer anunciando o mesmo produto. É exatamente para este mundo que as agências de publicidade têm voltado seus olhares.

Com a crescente demanda de blogs que abordam temas específicos, geralmente seguidos por dezenas, centenas ou milhares de pessoas interessadas neste conteúdo, grandes marcas começaram a investir nestes blogs para divulgarem seus produtos. Como?

Publieditoriais ou Publiposts

São os chamados posts pagos, criados pelas empresas ou pelos próprios blogueiros com intuito de promoverem uma marca ou produto, integrando a marca ao contexto de forma sutil e discreta, sem demonstrar seu evidente fim publicitário. Geralmente são contratados por agências que analisam o público, o nível de interação e popularidade destes blogs.

Ainda que o termo pareça novo, não é recente a utilização destas “publicidades disfarçadas”, é possível ver a mesma ação em outras áreas, muito parecido com o merchandising em novelas ou post de algum famoso no twitter sobre o carro que ganhou de presente da fabricante de veículos famosa para ir a uma festa.

Existem os radicais que são contrários e caracterizam os blogueiros que participam deste tipo de ação como verdadeiros falsários digitais, que enganam seus leitores e maliciosamente “vendem gato, por lebre”. Porém, é da responsabilidade dos próprios blogueiros divulgar determinada marca, é simples: se não confia, não divulgue. A apresentadora e modelo Ana Hickmann declarou recentemente em seu programa de TV que só sugere em seus posts aquilo que já experimentou e aprovou. Em todo caso, assim como nos créditos das novelas aparecem as marcas anunciantes, nos blogs aparecem tags ou selos atribuídos a seus respectivos patrocinadores.

Para as empresas que pretendem praticar este marketing, é importante atentar-se para a popularidade dos mesmos e a aderência da marca ao tema ou assunto abordado pelo blog. Dica: Pesquisa realizada pela Hi-Mídia, mostra que os melhores blogs para anunciar são os de humor e moda, destacando o blog www.naosalvo.com.br criado pelo blogueiro Maurício Cid